Sabrina Orlandin | Nutri Materno Infantil

Blog

7 cuidados com a alimentação das crianças nos anos iniciais

24.Jun

7 cuidados com a alimentação das crianças nos anos iniciais | Sabrina Orlandin Nutricionista Materno-infantil

É comum que pais e mães venham até meu consultório para que eu possa auxiliar em um momento decisivo na vida de um bebê: os anos iniciais da sua alimentação. Afinal, existe uma infinidade de recomendações que ouvimos por aí referente a este assunto e se torna um desafio saber o que deve ser seguido e o que não deve.

Os anos iniciais de uma criança são o período em que se formam hábitos que vão acompanhá-la pela vida toda. Por isso, é muito importante adotar práticas saudáveis desde esse momento, sendo uma ótima oportunidade de estimular o gosto pela comida saudável.

Importância de uma alimentação de qualidade

Um dos principais fatores que a alimentação adequada oferece é a prevenção da obesidade, o que é uma grande preocupação, pois os índices de excesso de peso na infância dispararam. Existe, inclusive, um estudo realizado pela Federação Mundial de Obesidade, o qual estima que o número de crianças e adolescentes de 5 a 17 anos que estão com sobrepeso deve pular de 220 milhões para 268 milhões, em menos de 10 anos.

A obesidade pode ser ainda mais grave, considerando que ela acarreta outras doenças, tais como: diabetes tipo 2, hipertensão, acúmulo de gordura no fígado, doenças cardiovasculares, entre outras.

Pensando nisso, preparei 7 dicas para ajudar você, mamãe ou papai, na hora da alimentação do seu pequeno. Vamos conferir e colocar em prática?

Conheça a seguir dicas de alimentação para crianças nos anos iniciais:

1. Amamente até os 6 meses

O leite materno deve ser a única fonte de alimentação até os 6 meses. Ele fornece todos os nutrientes necessários para o bebê. Dispensando água, chá e sucos.

2. Não ofereça açúcar

Esta é uma forma de evitar cáries e excesso de peso. Além disso, especialistas alertam que este hábito é um dos mais difíceis de reverter no futuro, então é melhor evitar.

3. A partir dos 6 meses, introduza novos alimentos

Comece a inserir alimentos no almoço, com pouco azeite e sem sal. Boas alternativas são: verduras, raízes, legumes, carne e ovo. Para os lanches, aposte em frutas.

No 7° mês, é hora de liberar o jantar, e no 8° pode oferecer a mesma alimentação da família, desde que não tenha excessos de gorduras e continue sendo sem sal.

4. Não insista

Bebês costumam comer pouco, por isso, não force com as famosas frases “só mais uma colher” ou “tem que limpar o prato”. Isso pode fazer com que ela perca a noção de saciedade e pode acarretar no sobrepeso.

5. Abuse nas cores

Qual criança não se encanta com coisas coloridas e cheias de vida? Este é um bom método para inserir diversas verduras e legumes em seu prato, será um momento saudável e muito prazeroso.

6. Estimule a mastigação

Estimular o bebê a mastigar ajuda na formação dos dentes e a desenvolver a fala. Lembre-se de cozinhar e esmagar tudo; as carnes devem ser desfiadas. Deixe tudo separado, para que ele possa provar e sentir o gosto de tudo de forma individual.

7. Evite alimentos industrializados

O bebê não deve ingerir doces, alimentos açucarados, alimentos fritos, refrigerante e molhos muito condimentados antes dos 2 anos de idade. O seu paladar está se desenvolvendo e isso pode fazer com que o bebê fique mal acostumado com o sabor doce, sendo difícil evitar o seu consumo.

Com estas dicas, seu filho irá crescer de forma saudável e levará bons hábitos para o futuro, o que é tudo que você deseja, não é mesmo? Mas você pode ficar de olho em mais dicas que posto no meu Instagram. Para conferir, clique no botão abaixo e fique atenta.

Clique para saber mais!
Receba nossa newsletter!