Sabrina Orlandin | Nutri Materno Infantil

Blog

A história e as curiosidades por trás de um dos alimentos mais populares do mundo: o pão

13.Out

A história e as curiosidades por trás de um dos alimentos mais populares do mundo: o pão | Sabrina Orlandin Nutricionista Materno-infantil

Um alimento milenar e que carrega muita história consigo tem uma data especial: em 16 de outubro, comemora-se o Dia Mundial do Pão. O dia entrou no calendário há 20 anos, nos anos 2000, em Nova York, por meio da União dos Padeiros e Confeiteiros. Portanto, hoje, eu vou te contar um pouco da história deste alimento tão tradicional no dia a dia de diferentes culturas pelo mundo.

A história

Apesar de haver informações divergentes, acredita-se que o pão surgiu há cerca de 12 mil anos na Mesopotâmia. Dizem ainda que, na época, os pães eram feitos com farinha e fruto do carvalho. As primeiras versões do alimento eram achatadas, duros, secas e amargas. Pouco atrativo e bem diferente de hoje em dia, não é mesmo?

Estima-se que a primeira vez que o pão foi assado em forno de barro foi há 7 mil anos antes de Cristo, no Egito. Já na Europa, o pão surgiu em 250 antes de Cristo. A França se destacou na produção de pães bem depois, quando aprimorou as técnicas de panificação, somente a partir do século XII.

Hoje, o pão é um alimento relativamente fácil de ser produzido e barato. Sua base continua a mesma: farinha, água, gordura, sal e fermento. Ao longo do tempo, a receita foi sendo adaptada e enriquecida com grãos, chocolate, temperos, etc.

Curiosidades

Francês, de sal, bisnaguinha, baguete, com manteiga, puro ou acompanhando um cafezinho. Não importa o nome, o formato ou o acompanhamento. Mas o fato é que o pão faz parte das refeições de muita gente.

Confira algumas curiosidades sobre o alimento.

- Nos primórdios da criação do pão, para ser ingerido, o alimento era lavado várias vezes em água fervente. Após, era assado sobre pedras ou embaixo de cinzas.
- A Rússia é a terra com maior consumo de pães por ano. Aponta-se que é consumido 120 kg por pessoa. No segundo lugar do pódio fica o Chile, com um consumo de 93 kg por habitante. Bastante, não é mesmo?
- O nosso pão francês não é o mais popular na França. No país, o maior consumo é de baguetes.
- Conta-se que o pão chegou no Brasil por meio dos portugueses, segundo uma carta escrita por Pero Vaz de Caminha. Segundo relato, os índios não ficaram muito satisfeitos com o alimento porque estavam acostumados com derivados da mandioca.
- O alimento começou a ficar mais popular a partir do plantio do trigo em solo brasileiro, anos depois da chegada dos portugueses.
- Por que o pão francês é chamado de cacetinho no Rio Grande do Sul? Para o professor Luís Augusto Fischer, o termo deriva da palavra cacete, que é como se fosse um pedaço de pau*.
- Pelo menos 1,5 mil estabelecimentos vendem pão em Caxias do Sul, conforme reportagem do jornal Pioneiro.

*Fonte: GauchaZH.

Gostou de saber um pouco mais sobre esse alimento tão popular? Então não perca nenhuma novidade do nosso conteúdo! Cadastre seu e-mail aqui!

Clique para saber mais!
Receba nossa newsletter!