Sabrina Orlandin | Nutri Materno Infantil

Blog

Como está a rotina alimentar na época do isolamento social?

08.Mai

Como está a rotina alimentar na época do isolamento social? | Sabrina Orlandin Nutricionista Materno-infantil

Geralmente nos adaptamos à nossa rotina normal: trabalhar, estudar, ir à academia, pegar as crianças na escola, cuidar da casa e seguir horários estipulados de alimentação. Porém, diante do novo formato de vida que estamos vivendo por conta da pandemia, muitas coisas mudaram: os trabalhos se tornaram home office; as crianças estão em casa porque as escolas estão fechadas; os estudos passaram a ser EAD; as academias estão dando treinos online; a rotina alimentar ficou diferente.

Enfim, essa mudança significa que o nosso tempo em casa passa a ser muito maior do que estávamos acostumados. E, consequentemente, mais corrido.

E no meio dessa correria, cuidar das crianças e da sua rotina alimentar se tornou mais difícil. Até porque o acesso a comidas e lanches ficou mais fácil. E com tantas tarefas, fica complicado conciliar tudo e seguir fazendo/oferecendo alimentos mais saudáveis às crianças. É que parece muito mais fácil oferecer um biscoito ou até um salgadinho, né? Porém, isso não é o mais indicado, pois a rotina alimentar não se torna saudável e, depois, voltar a ter uma alimentação normal e natural será bem mais difícil.

Mas não precisa se desesperar ou se preocupar. É possível seguir uma rotina alimentar saudável mesmo na quarentena.

Vamos conversar sobre a rotina alimentar dos pequenos?

As principais refeições – café da manhã, almoço e jantar, devem ser servidas em horários fixos todos os dias. Inclusive os lanches. Mesmo que as crianças estejam em isolamento social, isso é extremamente importante para que você siga com a alimentação normal.

Lembre-se de que esses horários estipulados devem ter intervalos de no máximo 3 horas de uma refeição para outra, tempo suficiente para que a criança sinta fome na próxima refeição. Ou seja: criar um tempo definido e suficiente para cada refeição é importante.

Outra boa dica é criar um esquema alimentar que deve ser composto por 5 a 6 refeições diárias. Além disso, não ofereça alimentos fora de hora e nem deixe que a criança fique “beliscando” sempre que deseja. Não deixe os alimentos tão acessíveis e nem influencie oferecendo um pedacinho disso ou daquilo.

Se no período da refeição a criança não aceitar, a refeição deverá ser encerrada; não ofereça alimentos até o próximo horário. É fato que isso, às vezes, é um processo desafiador, pois ficamos “loucas” quando o nosso filho não come. Porém, seguindo esse caminho, você consegue criar uma rotina alimentar para o seu pequeno, mesmo na quarentena, e pode ter certeza que ele irá se acostumar e levará isso para a vida.

Lembre-se: rotina alimentar não é proibição, é adaptação!

Manter uma rotina de alimentação saudável é muito importante no período de isolamento social. Mas não esqueça: nenhum alimento precisa ser proibido, basta ter equilíbrio. Não há problema em oferecer aos pequenos o que eles querem de vez em quando, desde que isso seja uma exceção e não a regra.

Lembre-se de que os cuidados com a alimentação infantil devem permanecer iguais, mesmo que a sua rotina e a deles tenha mudado. Isso garante um crescimento e desenvolvimento mais saudável. E com certeza ele vai se adaptar se a mamãe o ajudar nesse processo, certo?

E eu posso ajudar você a tornar o isolamento social mais saudável e delicioso ao mesmo tempo, indicando como seguir a alimentação do seu pequeno e a rotina alimentar adaptada aos tempos em que vivemos hoje devido à pandemia.

Me conta como está sendo a sua rotina alimentar nesse período e eu lhe digo como posso ajudar você e seu pequeno. Clique abaixo e agende a sua consulta.

Clique para saber mais!
Receba nossa newsletter!