Sabrina Orlandin | Nutri Materno Infantil

Blog

Saiba como evitar fast-food na alimentação das crianças

19.Mai

Saiba como evitar fast-food na alimentação das crianças | Sabrina Orlandin Nutricionista Materno-infantil

Todos gostamos de fast-food: pizza, hambúrgueres, sanduíches e batata-frita são alimentos saborosos, relacionados a momentos prazerosos e de diversão. E com as crianças, isso não é diferente.

No entanto, por não compreenderem o mal que esses produtos podem fazer, assim como os adultos, elas têm ainda mais vontade de consumi-los, o que pode dificultar a alimentação saudável no dia a dia.

Evitar se alimentar de forma frequente com esse tipo de comida é essencial para a boa saúde. Mas, como fazer isso? Acompanhe o texto e confira algumas dicas!

Por que precisamos evitar fast-food?

Confira alguns motivos para evitar fast-food na alimentação infantil e de toda a família:

- Possuem substâncias danosas ao organismo
São comidas ricas em gordura, açúcar e elementos industrializados, como corantes, conservantes e realçadores de sabor. Tudo isso faz mal para o corpo e pode aumentar os riscos de doenças, especialmente para as crianças, que estão em fase de desenvolvimento.

- Não incentivam o hábito de cozinhar
Apostar em alimentos prontos traz mais praticidade para o dia a dia, mas, essa facilidade pode sair caro. O consumo diminui a necessidade de fazer preparos em casa, um hábito importante para que as crianças criem uma relação saudável com a comida, além de possibilitar uma inclusão maior de produtos nutritivos.

- São pobres em nutrientes
Os fast-foods contêm poucas vitaminas e minerais, elementos essenciais para o bom funcionamento do organismo. Também são pobres em fibras, o que gera a necessidade de comer muito para matar a fome, já que elas são responsáveis pela sensação de saciedade.


Como evitar o fast-food na rotina das crianças?
Eliminá-los por completo nem sempre é possível ou a melhor escolha. Como encontrar esse equilíbrio? Veja algumas dicas:

- Dê o exemplo
Essa é sempre uma das principais formas de incentivar seus filhos a comerem melhor. Na infância, eles aprendem por meio da observação e os pais são o maior exemplo. Portanto, se não quer que eles comam fast-food, aposte em alimentos mais nutritivos.

- Não proíba totalmente
Impedir que as crianças comam o que querem de vez em quando pode gerar ainda mais curiosidade por esses alimentos. Em ocasiões pontuais e especialmente em momentos de socialização, como festas de aniversário, permita que elas comam fast-food, sem excesso. Uma vez ao mês, por exemplo, é uma boa média.

- Faça versões mais saudáveis
Ao invés de sair em família para comer um hambúrguer, porque não fazer o seu próprio em casa? Todo mundo pode participar, criando uma oportunidade de interação e aprendizado para todos. Dessa forma, é possível selecionar ingredientes nutritivos e de qualidade, cozinhando alimentos saudáveis tão ou mais saborosos do que os comprados.

- Explique que fast-food não faz bem
É importante conversar com as crianças sobre o motivo de dizer “não” para alguns alimentos. De maneira calma, explique que, para ter energia para brincar, crescer e estudar, é preciso consumir alguns alimentos necessários para a saúde, e que o fast-food pode trazer problemas nesse sentido. Entendendo que há uma razão justa para a proibição, os pequenos tendem a aceitá-la com mais tranquilidade.

Saiba como elaborar uma rotina alimentar adequada para as crianças

Oferecer uma nutrição de qualidade, sem perder a praticidade e o sabor, não é tão difícil quanto parece. Conte comigo para ajudar você nessa tarefa e trazer mais saúde para toda a família.

Clique para saber mais!
Receba nossa newsletter!