Sabrina Orlandin | Nutri Materno Infantil

Blog

Dia do Veganismo: descubra os benefícios dos leites vegetais

01.Nov

Dia do Veganismo: descubra os benefícios dos leites vegetais | Sabrina Orlandin Nutricionista Materno-infantil

Hoje é comemorado o Dia do Veganismo, um tipo de alimentação que está se tornando cada vez mais comum, seja pelo cuidado e respeito com os animais ou pelas suas características benéficas à saúde. Consiste inteiramente de plantas, sem nenhum tipo de alimento que não seja de outra origem.

Em lembrança à data, resolvi trazer alguns dados e informações relativos à dieta vegana e um de seus ingredientes principais: o leite vegetal. Acompanhe o texto e descubra quais os benefícios desse produto e como ele pode ser inserido na alimentação de grávidas, lactantes e crianças. Boa leitura!

Leites vegetais: o que são?

São bebidas feitas com grãos, cereais, leguminosas e oleaginosas. Substituem o leite em receitas e são uma alternativa para quem tem algum tipo de alergia ou intolerância alimentar, ou prefere não consumir produtos de origem animal.

Eles não têm exatamente o mesmo valor nutricional do leite de vaca (ou de outros animais), mas isso não é um problema, já que seus nutrientes, como o cálcio e as proteínas, podem facilmente ser encontrados em outros alimentos.

Quais os benefícios?

Seus nutrientes variam de acordo com o ingrediente do qual são feitos: o leite de cereais é rico em carboidratos, já o de leguminosas, em proteínas. As bebidas feitas de oleaginosas têm alto teor de gorduras boas.

Geralmente, os leites vegetais também são menos calóricos, tem baixo índice glicêmico e são de fácil digestão, por serem menos gordurosos e não conter lactose.

Grávidas, lactantes e bebês podem consumir?

Existem algumas restrições gerais sobre o consumo dessas bebidas: o leite de soja é rico em isoflavonas, uma substância semelhante ao estrógeno, um hormônio feminino. Por isso, o consumo excessivo dessa bebida pode ocasionar a puberdade precoce. Além disso, algumas pessoas podem ser alérgicas aos vegetais usados para fazer esses leites, como a amêndoa.

Durante a gravidez, não há problema optar pelo leite vegetal, desde que a dieta contenha os nutrientes necessários para o desenvolvimento do bebê. O mesmo serve para as mães que amamentam, que devem ter atenção a possíveis alergias da criança. É importante lembrar que o acompanhamento médico e com nutricionista não deve faltar.

Para os bebês, o alimento ideal é o leite materno. Porém, nem sempre essa é uma possibilidade. Para isso, existem algumas fórmulas elaboradas com vegetais, que podem ser dadas para crianças menores de dois anos. Após essa idade, já se pode oferecer o leite vegetal. Em todos os casos, deve-se seguir as recomendações profissionais.

Alternativa em casos de APLV

Muitas crianças pequenas sofrem com a alergia à proteína do leite de vaca, ou APLV. Essa condição, diferentemente da intolerância à lactose, geralmente desaparece antes dos cinco anos de idade e ocorre por uma reação do sistema imunológico às proteínas.

Ela pode causar diarreia, vômito, falta de apetite, urticária, dermatite atópica, chiado no peito, tosse e evoluir para pneumonia. Em casos muito graves, os bebês sofrem com o inchaço na laringe, que pode causar asfixia.

Os leites vegetais podem ser uma opção para os bebês que têm essa alergia, tanto na alimentação das mães que amamentam, quanto diretamente para as crianças, desde que seja essa a recomendação do pediatra.

Receitas de leite vegetal simples e práticas

Apesar de existirem opções industrializadas, fazer a sua própria bebida é a opção mais saudável. Confira duas receitas de leite vegetal fáceis de fazer!

Leite de Coco

Ingredientes:
Polpa de um coco ralada
1 litro de água quente
Água de um coco.

Modo de preparo:
1. Bata o coco ralado no liquidificador junto com a água quente.
2. Coe a mistura.
3. Misture com a água de coco.

Leite de Amêndoas

Ingredientes:
1 copo de amêndoas
3 copos de água

Modo de preparo:
1. Deixe as amêndoas de molho por 12 horas.
2. Após esse tempo, descarte a água do molho e bata no liquidificador as amêndoas com três copos de água.
3. Coe.

Consulte um especialista!

O mais importante ao lidar com a nutrição de gestantes, lactantes e crianças, é não tomar nenhuma decisão sem consultar profissionais especializados.

Para oferecer o melhor aos seus pequenos e para toda a família, conte comigo! Vamos descobrir juntos qual o melhor caminho para oferecer uma alimentação saudável e prática.

Clique para saber mais!
Receba nossa newsletter!